Depois de meses de ensaios e muita dedicação, realizamos no último dia 04, em duas sessões, mais uma edição do nosso Festival Anual de Ballet, que relembrou as Olimpíadas no Brasil.

Por mais um ano, o Mediterrâneo Monumental foi palco do nosso espetáculo. E foi lá que reunimos uma plateia linda e calorosa, que vibrou a cada apresentação.

A primeira sessão foi representada pelas turmas infantis, que dançaram, atuaram e deixaram todo mundo babando, inclusive a Mabel, mãe da Alice (6): “Estou maravilhada com o espetáculo. Estávamos todos muito ansiosos por esse momento e estamos satisfeitos com o resultado”.

Foi muita emoção na plateia, mas também para quem estava prestes a subir no palco. A advogada, blogueira e aluna do Ballet Adulto, Priscila Amaral, dançou pela primeira vez no Festival e, antes de se apresentar, nos contou um pouquinho da experiência: “Estou bastante ansiosa. Embora eu já tenha algumas vivências com a dança e a atuação nos palcos, dançar ballet está sendo uma novidade incrível para mim.”

A bailarina Luana Azevedo, que agora faz parte da nossa equipe de professores, também dançou pela primeira vez no Festival Anual de Ballet e, entre uma apresentação e outra, falou da emoção de fazer parte do espetáculo: “Todas as minhas expectativas estão sendo superadas neste evento. De um ponto de visto técnico, posso dizer que a construção e a organização do espetáculo foi muito bem preparada. Cada um cumprindo com sua responsabilidade e o resultado é o que estamos vendo: um espetáculo fluido”.

As coreografias, que foram cuidadosamente preparadas pelos professores, levaram para o palco uma representação artística e fiel dos esportes olímpicos. Já imaginou o Nado Sincronizado nas pontas do pés? Ou uma partida de futebol com muitas piruetas? Quem esteve no espetáculo viu esse e muitos outros esportes serem interpretados através de passos do ballet.

Para a diretora artística e idealizadora do espetáculo, Lorena Albuquerque, “foi mais um evento que atendeu à proposta, principalmente com relação ao tema”. Lorena explica que nem todo mundo apostou na temática deste ano, devido ao momento atual do país, “mas acredito que o espetáculo acabou reacendendo nas pessoas que aqui vieram o orgulho de ser brasileiro. E, de certa forma, pudemos transmitir valores que aprendemos através dos esportes. Acho que conseguimos emocioná-los através do tema e das danças”.

Mais uma vez, só nos resta, enquanto Escola, agradecer a todos que até aqui nos ajudaram. A dança continua nos unindo e sendo nosso maior estímulo. Agradecemos especialmente aos nossos alunos pelo esforço e compromisso, aos professores e colaboradores pela dedicação diária, aos patrocinadores do nosso evento que apoiam a nossa arte e aos pais pela confiança.

Ano que vem tem mais!

Arquivado em Destaques, Eventos

Está chegando a 8ª edição do Festival Anual de Ballet que, neste ano, levará para o palco o tema “Olimpíadas no Brasil”. O espetáculo que já se consolidou como o principal evento de dança clássica da cidade, pretende relembrar um momento histórico e tão importante para nosso país e homenagear os esportes e esportistas brasileiros, através da dança.

Nossa diretora e bailarina Lorena Albuquerque quer, através desse tema, mostrar que, assim como no esporte, na dança aprendemos a lidar com desafios, esforços, determinação, superação e disciplina.

O Festival Anual de Ballet, que acontece no dia 04 de dezembro de 2016, no Mediterrâneo Monumental Casa de Eventos, promete levar para o palco uma representação artística e emocionante das olimpíadas no Brasil e despertar no público o espírito de ser olímpico.

Os ingressos já podem ser adquiridos no Ballet Lorena Albuquerque que fica na Rua Tertuliano Sales, nº 26, Recreio.

Neste ano, o Festival contará com duas sessões: às 15h e às 19h. Prestigie!

Arquivado em Eventos

Neste mês comemoramos o Dia do Professor (15/10) e nós do Ballet Lorena Albuquerque queremos lembrar dessa data com carinho e gratidão àqueles que nos transmitem o que carregam de melhor.

Aqui na Escola temos o prazer (e a sorte) de ter uma equipe de professoras experientes, dedicadas e completamente apaixonadas por aquilo que fazem.  A começar pela nossa bailarina, fisioterapeuta e diretora artística Lorena Albuquerque, que dá nome e vida à nossa escola. Nosso time é composto por mulheres fortes, inteligentes e determinadas que, com leveza e muita técnica, transferem às alunas todos os ensinamentos necessários sobre a dança.

É com muito orgulho que apresentamos a vocês as nossas professoras/bailarinas e um pouquinho da vida de cada uma delas.

______________________________________________________________

LORENA ALBUQUERQUE

Formação – Fisioterapeuta (EBMSP)/ Especializada na técnica de Pilates e Terapia Manual.

Bailarina formada pelo Ballet Rosana Abubakir (SSA), curso em Lyon (FRA).

Atualizações em metodologia na Escola Cubana de Ballet.

Experiência e atuação – Professora e monitora de ballet no Ballet Rosana Abubakir (SSA/1999).

Fundou o Ballet Lorena Albuquerque em 2009, onde é professora (Corpo de Baile, níveis intermediários e turmas infantis) e diretora.

O que a dança significa para você? – “A dança é o que me atrai, me renova, me faz perder a hora, me proporciona liberdade e disciplina. Um instrumento de crescimento emocional, pessoal e técnico”.

Porque escolheu a dança como profissão? – “A dança foi quem me escolheu”! Quando cheguei à Vitória da Conquista, pensei que minha carreira tivesse chegado ao seu destino final. Mas, Deus quis que fosse diferente e me deu uma escola para “orquestrar”. No inicio, me assustei e até hesitei. Hoje me realizo em cada detalhe: ao ver minhas alunas e alunos se superando, ao ver jovens mudando de vida e de atitudes por nosso convívio de amor, me realizo ao capacitar pessoas e vê-las se tornando adultos cheios de valores. Sou muito feliz por viver tudo isso!”

______________________________________________________________

TAINÁ BARRETO

Experiência e atuação – Professora de Ballet Clássico no Ballet Lorena Albuquerque desde 2013.

O que a dança significa para você? – “A dança para mim é viver de bem com a vida. Através dela, me expresso por inteiro e me entrego por completo. É o que eu mais amo”.

Porque escolheu a dança como profissão? – “Ao dar aulas, percebo um mundo sem limites e isso me fascina. Não tenho dúvidas de que fiz a escolha certa. Foi a dança quem me escolheu e eu não poderia recusar esse convite”.

______________________________________________________________

LUANNA AZEVEDO

Formação – Licenciatura em Dança pela UESB.

Formada em Ballet Clássico pela Royal Academy of Dance.

Experiência e atuação – Professora de ballet clássico, alongamento e flexibilidade no Ballet Lorena Albuquerque desde 2016.

O que a dança significa para você? – “Tecnicamente, significa esforço, dedicação, disciplina e trabalho”.

Porque escolheu a dança como profissão? – “Através da minha dedicação à dança, me descobri e me realizei como bailarina, professora e dançarina”.

______________________________________________________________

GABRIELA SILVEIRA

 

Experiência e atuação – Monitora de ballet desde 2010. Professora de ballet clássico no Ballet Lorena Albuquerque desde 2015.

O que a dança significa para você? – “É a realização de um sonho”.

Porque escolheu a dança como profissão? – “Pela disciplina, pelo amor e respeito que a dança exige. Além disso, ver nossos alunos se superando e crescendo diariamente não tem preço”.

______________________________________________________________

SAMILLE ALVES

Experiência e atuação – Professora e ex-monitora de ballet no Ballet Lorena Albuquerque desde 2009.

O que a dança significa para você? – “A dança é a minha paixão. É onde alivio o estresse e me renovo todos os dias”.

Porque escolheu a dança como profissão? – “Descobri meu amor pela dança aos 9 anos. E tornar-me professora de ballet é uma renovação desse amor. Poder acompanhar o crescimento dos alunos é um presente e minha maior alegria”.

 

Arquivado em Notícias

Em dezembro de 2016 acontecerá a 8ª edição do Festival Anual de Ballet, do Ballet Lorena Albuquerque. O tema deste ano ainda não foi divulgado, mas podemos adiantar que emoção e criatividade não vão faltar. Nossos alunos e professores estão trabalhando a todo vapor para apresentarem ao público um espetáculo belíssimo e cheio de sensibilidade.

Enquanto o dia do Festival não chega, que tal relembrarmos os temas e momentos das edições anteriores? Nesses sete anos de história, nosso evento emocionou, alegrou e contagiou centena de pessoas, que se renderam ao encanto e à beleza da dança.

1º O Jardim dos Sonhos (2009)

2º O Circo da Alegria (2010)

3º Clássicos – Uma Homenagem aos Grandes Mestres (2011)

4º A Fábrica de Bonecas (2012)

5º Festa dos Meses (2013)

6º Pedras Preciosas (2014)

7º Salve Conquista (2015)

 

Arquivado em Notícias

Hoje é um dia muito especial para nós que amamos dançar, saltar, dar piruetas e ficar nas pontas dos pés. Hoje é dia da bailarina! Antes de mais nada, gostaríamos de parabenizar os nosso alunos, professores e colegas de profissão que compartilham conosco desse amor imensurável pela dança. E para homenageá-los de um jeitinho bem especial listamos os 10 mandamentos presentes na vida de qualquer bailarina. Confira e depois compartilhe!

  1. Ballet como prioridade – Para uma bailarina, não basta só dançar! É preciso estudar, se reciclar e se dedicar ao ballet, sempre buscando maneiras de melhorar o seu desempenho.
  2. Não fazer ballet em vão – Ser bailarina é ser uma pessoa feliz e realizada acima de tudo. Não adianta fazer só por fazer. É preciso uma entrega de si e do que você tem de melhor.
  3. Não faltar aula por qualquer motivo – Ter compromisso e assiduidade com as aulas de ballet são um grande diferencial para a vida da bailarina. Cada aula nos reserva um novo aprendizado e uma nova conquista.
  4. Respeitar o professor – Respeito e reconhecimento ao professor de ballet devem fazer parte da rotina de qualquer bailarina, afinal, são eles que nos transmitem aprendizado e dicas valiosas.
  5. Não comer besteiras - A alimentação de uma bailarina deve ser saudável e balanceada. Priorizar alimentos naturais e com bom valor nutritivo faz a diferença na saúde e no desempenho.
  6. Não chegar atrasado na aula – Seja pontual e aproveite cada minuto das aulas. Chegar atrasado demonstra falta de comprometimento e desinteresse com o ballet.
  7. Não cobiçar o papel do próximo – Uma boa bailarina deve aceitar o seu papel e dedicar-se para interpretá-lo da melhor maneira possível.
  8. Não desperdiçar uma aula – Prestar atenção e não se dispersar durante as aulas é essencial. Deixe para colocar o papo em dia no final.
  9. Não descuidar do corpo – Alongar-se antes e depois das aulas ajuda a preparar o corpo para a dança e evita lesões. Você também precisa identificar quando o corpo está cansado e merece uma pausa.
  10. Não descuidar das coisas de bailarina - Tenha cuidado com os objetos pessoais usados no ballet. Lembre-se de conservá-los para que possam durar mais e não os esqueçam na escola.
Arquivado em Destaques, Notícias

Categoria CRIATIVIDADE, por Olívia Khouri:

  • 1° lugar:  NUNCA PARE DE DANÇAR.
  • 2° lugar: AS ESTAÇÕES.
  • 3º lugar: FASCINAÇÃO DA BAILARINA

———————————————————————————————————-

Categoria DESTAQUE, por Suzane Rabello.

  • 1° lugar: GISELE.
  • 2° lugar: FADA CANÁRIO.
  • 3º lugar: TUDO JUNTO E MISTURADO.

———————————————————————————————————-

Categoria DESEMPENHO EM CENA, pelos professores do Ballet Lorena Albuquerque.

  • 1° lugar: SE EU FICAR.
  • 2° lugar: RAPUNZEL BAILARINA.
  • 3° lugar: NOITE FELIZ.

———————————————————————————————————-

Categoria Melhores da Noite, pelo publico presente no Espetáculo:

  • 1° lugar: SONHO DE BAILARINA.
  • 2° lugar: AS ESTAÇÕES.
  • 3° lugar: NOITE FELIZ.
Arquivado em Eventos